Anuncio Z

Anuncio Sorocaba Portal de Anuncio Araçoiaba da Serra Anunciar Empresa Araçoiaba da Serra



Anuncio Araçoiaba da Serra Portal de Anuncio Sorocaba anunciar empresa sorocaba



Anuncio Sorocaba Portal de Anuncio Araçoiaba da Serra Anunciar Empresa Araçoiaba da Serra



Anuncio Araçoiaba da Serra Portal de Anuncio Sorocaba anunciar empresa sorocaba



Notícias

RSS Feed - Notícias - Mantenha-se Informado


21/07 - Assembleia de Cuba vota 224 artigos de nova Constituição
Entre eles, igualdade de gênero e reconhecimento da propriedade privada; presidente disse que mercado deve ter mais importância na economia   A Assembleia Nacional de Cubax está reunida neste fim de semana para votar a nova Constituição. São mais de 200 artigos que podem confirmar uma profunda mudança no governo comunista. Em Cuba as mudanças acontecem num ritmo mais lento, mas, neste final de semana, uma proposta de constituição vai abrir novos caminhos. O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canelx, empossado em abril, nomeou neste sábado (21) seus ministros. E até o fim de domingo (22) a Assembleia Nacional vai votar 224 artigos de lei que vão transformar a Constituição da ilha, escrita em 1976, com forte influência soviética. Uma das principais mudanças trata da igualdade de gênero e legaliza o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Depois da revolução comunista de 1959, milhares de homossexuais foram perseguidos e levados para campos de correção como parte da homofobia institucionalizada. Décadas depois, o próprio Fidel Castro xpediu desculpas pela política. Outro artigo importante é o que reconhece a propriedade privada como parte da economia do país. O governo vai voltar a liberar licenças de negócios privados a partir de dezembro, mas vai limitar um negócio por pessoa para evitar o aumento da diferença social. Aylin Andino, que administra um restaurante, comemora e diz que são os negócios privados que movem a economia. Depois que a Assembleia Nacional aprovar a proposta de Constituição, o texto vai passar por uma consulta popular e a versão final vai ser votada num referendo nacional.
Veja Mais

21/07 - Em SP, aumenta o número de mortes pela gripe H1N1
Em 2018 já são 42 vítimas; em 2017 houve apenas uma. A baixa procura pela vacina contra a gripe em vários estados preocupa os infectologistas.    A baixa procura pela vacina contra a gripe em vários estados preocupa autoridades da área de saúde. Na cidade de São Paulo, o número de mortes por causa da gripe H1N1 teve um aumento enorme em relação a 2017. Manhã de sábado, num posto de saúde da Zona Sul de São Paulo. Mesmo no dia de folga no trabalho, não foi quase ninguém tomar vacina. “Hoje, mais ou menos umas três, quatro pessoas”, disse a auxiliar de enfermagem Aryane Cristina Silva. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% do público alvo. Mas a campanha - que já foi estendida duas vezes - ficou abaixo do esperado em muitos estados. Foi assim no Acre (79%), no Rio de Janeiro (78%) e em Roraima (67%). Em São Paulo, apenas 86% se vacinaram até agora. Na capital paulista, a prefeitura montou centros provisórios fora dos postos de saúde, para aplicar as doses e explicar que não é preciso ter medo da vacina. “Essa vacina é feita de partes de vírus, então ela não tem a capacidade de induzir a doença na pessoa, só a formação de anticorpos”, explica a supervisora de Vigilância em Saúde Raphaela Solha. A presença do H1N1 no Brasil foi confirmada pela primeira vez em 2009. Na época, a doença ficou conhecida como gripe suína e provocou pânico logo nas primeiras mortes. Hoje, existe uma vacina para proteger contra o vírus e uma campanha de vacinação de graça. Mas a procura está baixa, apesar do aumento no número de casos. Em 2018 foram registrados 4.680 casos de gripe, em todo o país, provocados por quatro vírus diferentes; 839 pessoas morreram, a maior parte de gripe H1N1. Na cidade de São Paulo, foram 42 mortes por H1N1; em 2017 inteiro, apenas uma. Para o infectologista Caio Rosenthal, o aumento do número de casos está diretamente relacionado à baixa cobertura da vacinação. “Na minha avaliação, é até antiético as pessoas não tomarem a vacina, primeiro, porque sobrecarrega o sistema de saúde; segundo, elas mesmas adoecem muito mais rapidamente e expõem a população de modo geral, inclusive a própria família dentro de casa”.
Veja Mais

21/07 - Fantástico revela detalhes da morte da bancária após procedimento no Rio
Programa vai mostrar a cobertura do médico Denis Furtado, o Dr. Bumbum, onde ele fazia os procedimentos estéticos.    
Veja Mais

22/07 - Criminosos escondem programas maliciosos em imagens hospedadas em blogs do Google
A empresa de segurança Sucuri alertou que invasores digitais estão aperfeiçoando um velho truque usado para esconder códigos maliciosos: ocultar o programa dentro dos chamados metadados de imagens. A novidade, conforme observou a Sucuri, é que as fotos são hospedadas nos servidores do Google, provavelmente no serviço Blogger, que abriga blogs de forma gratuita. As imagens não são capazes de infectar o computador ao serem visualizadas, porque elas não exploram nenhum tipo de vulnerabilidade. Em vez disso, o objetivo dos criminosos é esconder a presença dos códigos maliciosos em arquivos confiáveis e em um local confiável. Os metadados da imagem, que abrigam o código malicioso, não criam nenhuma diferença visual na imagem e estão codificados. Dessa forma, a imagem parece completamente normal e inofensiva ao ser aberta no navegador ou visualizada em um editor de imagens. No entanto, quando corretamente processada, a imagem se transforma em um novo componente malicioso que pode ser usado em um ataque. Imagens são arquivos confiáveis, por serem normalmente inofensivos, e os servidores do Google também são considerados confiáveis. Isso reduz a chance de que o download seja bloqueado ou que uma anomalia seja detectada após o início de uma invasão. Um truque muito semelhante foi usado pelo vírus VPNFilter, que rendeu um alerta do FBI. O VPNFilter ataca roteadores e não tem relação com o novo caso descrito pela Sucuri, exceto por ambos esconderem códigos maliciosos em arquivos de imagem. O VPNFilter também não utilizava o armazenamento no Google. Os arquivos de imagens são baixados depois que os invasores já conseguiram atacar um sistema, normalmente um servidor web (um computador, que normalmente pertence a uma empresa, que abriga páginas de internet). O código permite que os hackers executem comandos no servidor invadido, o que pode viabilizar o roubo de dados ou contaminar os sites com códigos para atacar os visitantes. Como as imagens maliciosas são arquivos válidos, serviços que abrigam imagens precisam ter cuidado e adotar novas políticas que permitam que esses arquivos sejam denunciados. No momento, existem procedimentos para remover imagens com conteúdo inadequado ou ilícito, mas a análise feita após a denúncia normalmente não inclui os metadados da imagem -- que é onde o código malicioso fica armazenado. Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com
Veja Mais

21/07 - No Rio, motorista que ficou sete dias preso por engano já está em casa
Ele foi confundido com um assaltante. ‘Na quinta-feira eu trabalhei; na sexta, eu era um assaltante’, disse Antônio Carlos.   O motorista que foi preso por engano, no Rio, por causa da aparência foi libertado depois de uma semana na cadeia. Ele falou da angústia que viveu nos últimos dias. A alegria de ter a liberdade de volta. Antônio Carlos deixou a cadeia na noite de sexta-feira (20). Ficou sete dias preso por um crime que não cometeu. “A Justiça é cega e falha. Mas isso aí... Eu queria ser uma mosquinha só para estar lá na delegacia deles vendo essa reportagem. Boa noite. Deixa eu ir para casa que é o que eu tenho”, disse. Neste sábado (21), já em casa, Antônio Carlos Rodrigues falou dos dias de angústia. “Desde o momento que me colocaram para dentro da cela pensei: ‘Minha vida acabou’. Sentei e pensei: ‘O que eu fiz para estar aqui? Eles me pegaram na sexta com a roupa do corpo. Fiquei com essa roupa até ontem. Da sexta dia 13 até ontem. Quando fui solto que eu tirei a camisa e joguei fora”. O Antônio Carlos foi preso na semana passada depois de ser confundido com um bandido que invadiu o Consulado da Venezuela, em junho.  A confusão da polícia foi baseada em fotografias de redes sociais. Policiais da Delegacia de Apoio ao Turista viram fotos de Antônio Carlos e apontaram supostas semelhanças com o verdadeiro ladrão. A família de Antônio Carlos decidiu investigar por conta própria e descobriu que o verdadeiro ladrão já estava até preso. “Na quinta-feira eu trabalhei, na sexta era um assaltante. Não porque fui assaltar, mas porque fui colocado como assaltante. E aí, o que faço agora? Eu quero seguir minha vida quero voltar a trabalhar”.
Veja Mais

21/07 - Rio tem mais uma vítima de bala perdida; tiroteio foi em Manguinhos
José Carlos de Jesus foi morto em uma troca de tiros entre bandidos e traficantes na porta de casa, na Zona Norte da cidade.   Mais um inocente morreu vítima de bala perdida no Rio de Janeiro. Foi na favela de Manguinhos, Zona Norte da cidade. Silêncio e conforto. A dor de mais uma família na porta do Instituto Médico Legal. Sofrimento que se repete com uma frequência insuportável na cidade do Rio de Janeirox. “Sem chão, simplesmente sem chão. E agora? Essa é a pergunta que eu faço desde a hora que aconteceu”, diz Ana Beatriz Santos Duarte, viúva de José Carlos. A mais recente vítima da violência carioca é um baiano de 45 anos, casado, pai de dois filhos de seis e dez anos, barraqueiro da praia de Copacabana. José Carlos de Jesus Almeida foi morto durante uma troca de tiros entre policiais e traficantes, na porta de casa, em Manguinhos, na noite de sexta-feira (20). Um policial militar e outro morador ficaram feridos no confronto. Eles já tiveram alta. Toda sexta-feira, os irmãos, os cunhados, os sobrinhos de José Carlos se reuniam na porta da casa dele, numa rua considerada mais tranquila da favela de Manguinhos. Enquanto comiam uma pizza, as crianças brincavam. Na sexta (20), foi a última vez. José Carlos voltava do posto de gasolina com três crianças quando começou um tiroteio. Os meninos desceram correndo e ele levou um tiro no peito quando descia do carro. “Nós precisamos de paz, respeito por nós. Não é porque a gente mora dentro da comunidade que a gente tem que ficar exposto a essa situação. Somos famílias, somos pessoas. A gente pede clemência. É lamentável, mais uma vez uma pessoa se foi. Inocente”, declarou Maria de Fátima dos Santos, tia de José Carlos. A Polícia Militar disse que o tiroteio começou depois que PMs abordaram um carro suspeito com criminosos dentro. A Delegacia de Homicídios investiga o caso.
Veja Mais

22/07 - Assista aos shows do Festival Expocrato
G1 transmite direto da arena de shows do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti Assista aos shows do Festival Expocrato G1 transmite direto da arena de shows do Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcanti
Veja Mais

22/07 - Festival em Lages celebra os 110 anos de colonização japonesa no Brasil
Cidade da Serra catarinense tem dezenas de descendentes. Lages celebra cultura japonesa com atividades e gastronomia típica Lages, na Serra catarinense, sediou neste sábado (21) um festival para comemorar os 110 anos de colonização japonesa no Brasil. Pelo menos 86 pessoas que vivem na cidade são de origem oriental. Uma delas é o professor aposentado Gilberto Ide. Ele mora em Lages há 38 anos. "Tem muito descentes que vem pra cá trabalhar, e acaba gostando daqui", disse. A inspiração para o festival, chamado de I Lages Matsuri, veio das cerejeiras japonesas que mudam a paisagem da cidade nesta época. O evento teve programação diversa: comida típica, apresentações de artes marciais, tambores, danças e oficinas, inclusive de origamis. "Pra nós é novidade, mas na verdade isso é uma cultura milenar, vale a pena conhecer é muito bonito", disse o professor Nelson Cardoso. Outra tradição celebrada foi escrever pro Tanabata. Segundo a tradição, cada cor tem um significado. As pessoas escrevem um desejo e penduram no bambu. Depois, os bambus todos são queimados com os papéis e reza lenda que os pedidos são atendidos pelas estrelas. A celebração da cultura nipônica chama a atenção porque muita gente nem sabia que em Lages tinha descentes do Japão. "Muito bom pra eu mesma me reaproximar. Porque eu já não praticava mais tanto a cultura exatamente porque eu estava sozinha aqui", disse a professora Flávia Saiki. Veja mais notícias do estado no G1 SC
Veja Mais

21/07 - Festival em SP comemora os 110 anos da imigração japonesa no Brasil
Além de produtos e comidas típicas, evento teve show dos tambores odaiko, um símbolo da cultura musical japonesa.   Milhares de pessoas participaram neste sábado (21), em São Paulo, de um festival para comemorar os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. E a festa, este ano, teve uma visita ilustre. Há 110 anos, os japoneses chegaram ao Brasil, prosperaram e se misturaram. Alex Nakkai, pai da Eva Mayumi, uma menininha séria, é neto de japoneses. “A própria cultura de miscigenação no Brasil fez a tradição não ir diminuindo, mas abrindo espaço para outras gerações também ter relacionamentos com não-descendentes”, contou o analista financeiro. Mas tem coisa que não muda. “O comportamento dele. Ele é uma pessoa bem organizada, bem metódica”, disse a nutricionista Haira Silveira Nakkai. Neste sábado, a princesa do Japão, Mako de Akishino, participou do festival em São Paulo. E a quantidade de gente mostra que a cultura japonesa caiu na graça do brasileiro. A influência mais gostosa, claro, é a comida. “Os japoneses chegaram aqui e quase não havia ingredientes. Então eles foram adaptando para poder comer uma comida mais próxima do Japão”, explicou o chef Jun Sakamoto. Um dos símbolos da cultura musical japonesa é o tambor chamado odaiko. O do festival é o maior do Brasil: tem 400 quilos com a base, e veio do Japão de navio. E, acredite, é funcional e utilizado em apresentações. Os tambores pequenos podem custar de R$ 6 mil, R$ 7 mil, até mais de R$ 10 mil. O do festival não tem um valor definido, mas os donos acham que vale o preço de uma casa. O barulho, pelo menos, é bem poderoso. Mas poderoso mesmo, e emocionante, é ver vários deles juntos.
Veja Mais

21/07 - Aeroporto de Congonhas ainda tem filas após dois dias de falhas no radar
Na hora do almoço ainda havia no saguão filas maiores que o esperado para o fim de semana e 17 voos saindo com atraso de mais de uma hora.    Passageiros tiveram mais um dia de transtornos nos principais aeroportos de São Paulo. Mais de 150 voos saíram atrasados e muitos passageiros perderam a viagem – reflexo da pane em um radar ocorrida há dois dias. Congonhas dormiu pouco, funcionou até 1h para recuperar o atraso e acordou de mau humor. Na manhã deste sábado (21) as filas se estendiam pelo saguão. “Vai para uma fila, vai para outra. Nem sei o que fazer mais”, disse o biólogo Carlos Tanque. E chegaram até outros aeroportos do país como em Salvador, na Bahia. Na hora do almoço ainda havia reflexos no saguão de Congonhas. Filas maiores do que o esperado e 17 voos saindo com atraso de mais de uma hora. Tudo porque um radar parou de funcionar pela falta de energia. A primeira falha foi na noite de quinta-feira (19) seguida de outras duas na madrugada e na manhã de sexta (20). Minutos de instabilidade e mais de 24 horas de bagunça na vida de quem precisa viajar. A Aeronáutica disse que o radar funcionava bem neste sábado. E aos poucos os voos saíam na hora certa. Entre chegadas e partidas, foram 125 atrasos no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Que teve também 4 cancelamentos. No Aeroporto de Congonhas, 30 voos saíram com atraso até as 18h. Um grupo de Porto Alegre tinha pacote pago em um resort, perdeu a conexão para Ilhéus. Com a confusão, chegou em São Paulo com três horas de atraso e, por isso, perdeu a conexão. Além das férias. “Ficaríamos até sexta-feira. Então, estão nos dando passagem para ir para Ilhéus quarta e quinta-feira”. O Christian perdeu a chance de escoltar o amigo na cerimônia de casamento militar. É que, sem lugar no voo para Uberlândia, a companhia aérea ofereceu um táxi. “Só que indo de táxi são sete horas e meia e chego depois do evento. Perdi”, disse o militar da Marinha Cristian Brandão.
Veja Mais

21/07 - Festival em SP comemora os 110 anos da imigração japonesa no Brasil
Além dos produtos e comidas típicas, comemoração teve show dos tambores odaiko, um símbolo da cultura musical japonesa.   Em São Paulox, milhares de pessoas participaram de um festival para comemorar os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. A festa de 2018 teve uma visita ilustre. Há 110 anos, os japoneses chegaram ao Brasil, prosperaram e se misturaram. A estudante Larissa tem japoneses do lado do pai e a mãe é maranhense. “É uma mistura”, ela diz. O Alex, pai da Eva Mayumi, uma menininha séria, é neto de japoneses. “A própria cultura de miscigenação no Brasil fez a tradição não ir diminuindo, mas abrindo espaço para outras gerações também ter relacionamentos com não-descendentes”, afirma o analista financeiro Alex Nakkai. Mas tem coisa que não muda. “O comportamento dele, ele é uma pessoa bem organizada, bem metódica”, conta a nutricionista Haira Silveira Nakkai. Neste sábado, a princesa do Japãox, Mako de Akishino, participou de uma cerimônia no festival que acontece em São Paulo. A quantidade de gente mostra que a cultura japonesa caiu na graça do brasileiro. A influência mais gostosa, claro, é a comida. “Os japoneses quando chegaram aqui quase não tinham ingredientes. Então o que esses japoneses fizeram?  Foram adaptando, adaptando para poder comer uma comida mais próxima do Japão”, explicou o chef Jun Sakamoto. Símbolo da cultura musical japonesa é o tambor chamado de odaiko. O do festival é o maior do Brasil. Tem 400 quilos com a base. Veio de navio do Japão. E, acredite, ele funciona e é usado em apresentações. Os tambores menores custam de R$ 6 mil, R$ 7 mil até mais de R$ 10 mil. O do festival não tem um preço definido. Os donos acham que é o valor de uma casa. O som é poderoso, mas poderoso mesmo, e emocionante, é ver vários deles juntos.
Veja Mais

21/07 - Sobrevivente de barco à deriva no Mediterrâneo chega à Espanha
Navio que resgatou a imigrante Josephine conseguiu atracar. Fundador de ONG acusou chefe da patrulha da Líbia por omissão de socorro e homicídio.   O número de imigrantes mortos mês passado no Mar Mediterrâneo é o maior em um ano e meio. Neste sábado (21), uma sobrevivente que virou símbolo dessa tragédia chegou à terra firme.O navio da ONG Braços Abertos finalmente atracou na Espanha. No início da semana, ele salvou Josephine, da República de Camarões, que sobreviveu a um naufrágio e ficou dois dias abraçada a um pedaço de madeira, ao lado dos corpos de uma mulher e de uma criança. Depois de quatro dias de navegação, Josephine chegou em terra firme. Foi levada para um hospital da ilha de Palma de Maiorca. Ela ainda não voltou a andar e fala com dificuldade. Vai receber o tratamento de refugiada e será protegida como testemunha ocular do naufrágio. O fundador da ONG Braços Abertos, Oscar Camps, numa entrevista coletiva informou: “Denunciamos o chefe da patrulha da Líbia por omissão de socorro e homicídio, e também autoridades da Itália, que se recusaram a receber os cadáveres no porto de Catania. A Itália nos acusa de mentir, difamar e insultar”, disse o fundador da ONG. Na resposta, o Ministério do Interior voltou a suspeitar da transparência das finanças das ONGs que atuam no Mediterrâneo salvando vidas. O ministro Matteo Salvini prometeu processar a braços abertos por calúnia e falsidade. Um relatório da ONU afirma que em junho o número de mortos na travessia Trípoli-Lampedusa registrou mais um recorde de quase 600 mortos. O mesmo número dos cinco meses anteriores somados. Com o fechamento dos portos italianos, os imigrantes voltaram a se dirigir para a Espanha.
Veja Mais

22/07 - VÍDEOS: RBS Notícias deste sábado, 21 de julho
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Rio Grande do Sul. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Rio Grande do Sul.
Veja Mais

21/07 - Estudantes criam sistemas para ajudar a vida dos cegos em Salvador
Equipamento em pontos de ônibus alertam os cegos com um aviso de voz quando o ônibus desejado está chegando.   Estudantes de Salvadorx desenvolveram dois sistemas para ajudar os cegos a circular pela cidade com mais autonomia. Quando um cego chega para pegar um ônibus sozinho, depende da boa vontade dos passageiros e motoristas, mas nem sempre dá certo. “Acontece, inclusive, de perder o ônibus, não pegar o ônibus sem saber que ônibus era aquele”, diz o eletrotécnico João Bosco Santa Rosa. Esse dia a dia complicado do deficiente visual no transporte coletivo pode ficar um pouco mais fácil, se um equipamento criado por alunos do Instituto Federal da Bahia chegar ao mercado. O sistema alerta os cegos com um aviso de voz quando o ônibus desejado se aproxima. Um transmissor instalado no ônibus emite um sinal de rádio para o receptor que fica próximo ao ponto. O receptor identifica o número da linha e o destino e dispara os comandos para o alto-falante. As linhas, previamente cadastradas, são anunciadas a cada chegada. “Zero, um, nove, cinco. Terminal vale dos rios”. A estudante Ketlen Moreira enxerga pouco, só de muito perto, e se animou com a novidade. “Eu acho que um programa ou algo que é desenvolvido que possa trazer pessoas que tenham uma autonomia, uma liberdade, isso é muito válido”. Com outro equipamento, os alunos do instituto, que oferece cursos técnicos profissionalizantes, ganharam seis prêmios no Brasil e uma menção honrosa nos Estados Unidos em feiras de tecnologia. O sistema é acionado pelo peso do passageiro numa placa de piso tátil. Se o local for mapeado, a tecnologia é capaz de informar o ponto exato onde a pessoa está e indicar a direção: “À sua frente, acesso aos banheiros”. A tecnologia pode complementar a sinalização em locais que já têm pisos táteis como as estações do metrô em Salvador. “Você se sente com mais autonomia e mais segurança para onde você está se conduzindo”, disse o professor João Prazeres. Os dois sistemas custaram menos de R$ 300 cada um, tecnologia de baixo custo que pode fazer muita diferença.
Veja Mais

22/07 - VÍDEOS: Jornal da Tribuna 2ª Edição de sábado, 21 de julho
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.
Veja Mais

22/07 - Mega Sena concurso 2.061: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 72 milhões
Veja as dezenas sorteadas: 33 - 36 - 40 - 44 - 45 - 54. Quina teve 93 apostas ganhadoras, e cada uma levou R$ 45.677,31 Loteria Marcelo Brandt/G1 A Caixa Econômica Federal realizou neste sábado (21) o concurso 2.061 da Mega-Sena. Os números sorteados foram: 33 - 36 - 40 - 44 - 45 - 54. Ninguém acertou as seis dezenas, e o prêmio está estimado para R$ 72 milhões no próximo sorteio. A estimativa de prêmio era de R$ 62 milhões. A Quina teve 93 apostas ganhadoras, e cada vencedor receberá R$ 45.677,31. Outras 6.899 pessoas acertaram a Quadra, com prêmio de R$ 879,62 para cada. Probabilidades A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.
Veja Mais

21/07 - Reclamão número 1 de Curitiba já ligou 30 mil vezes para a prefeitura
Sebastião denuncia problemas, cobra prazos, acompanha o andamento dos serviços. Ele diz que a prefeitura resolve sete em cada dez problemas.   Em Curitiba, um morador decidiu cobrar qualidade do serviço público. E, agora, ele é o maior fiscal da cidade. É uma fiscalização implacável. Ele enxerga problema onde a maioria vê rotina, normalidade. A reclamação é na hora, direto para a prefeitura. De oito anos para cá, o Sebastião já telefonou quase 30 mil vezes para a central que recebe queixas da população, em Curitiba. São dez chamadas por dia, em média, que o representante comercial Sebastião Batista Martins faz entre um negócio e outro. É o maior reclamão da cidade. Ele também cobra prazos, acompanha o andamento dos serviços. “Eu faço pelo bem da nossa cidade. Qualquer cidadão que ligue lá tem que ser respondido. Eu pego no pé, sou chato mesmo”, assume ele. Na central da prefeitura que recebe as ligações ele já é reconhecido só pela voz. “Não, não incomoda, a gente precisa de cidadãos que contribuam para o bem da cidade, para a harmonia da cidade, então a gente precisa de cidadão bem participativo”, afirmou Marilise do Espírito Santo, supervisora de atendimento. Sebastião fez um balanço e disse que a prefeitura de Curitiba resolve sete em cada dez problemas apontados por ele. Na lista mais recente, serviços por toda a cidade: lâmpadas que estavam queimadas foram substituídas, o bueiro cheio de lixo que alagava a rua em dia de chuva foi desentupido e os buracos também foram tampados. Tudo graças ao reclamão. E a cruzada continua. É só sair de casa, ver qualquer coisinha errada, que o telefone entra em ação. “Vou continuar ligando sim porque eu quero que seja resolvido. Eu sou insistente, eu acho que todo cidadão deveria ser assim, insistente e procurar resolver o problema”.
Veja Mais

21/07 - Assembleia Nacional de Cuba vota 224 artigos de nova Constituição
Entre eles, igualdade de gênero e reconhecimento da propriedade privada; presidente disse que mercado deve ter mais importância na economia   A Assembleia Nacional de Cubax está reunida neste fim de semana para votar a nova Constituição. São mais de 200 artigos que podem confirmar uma profunda mudança no governo comunista. Em Cuba as mudanças acontecem num ritmo mais lento, mas, neste final de semana, uma proposta de constituição vai abrir novos caminhos. O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canelx, empossado em abril, nomeou neste sábado (21) seus ministros. E até o fim de domingo (22) a Assembleia Nacional vai votar 224 artigos de lei que vão transformar a Constituição da ilha, escrita em 1976, com forte influência soviética. Uma das principais mudanças trata da igualdade de gênero e legaliza o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Depois da revolução comunista de 1959, milhares de homossexuais foram perseguidos e levados para campos de correção como parte da homofobia institucionalizada. Décadas depois, o próprio Fidel Castro xpediu desculpas pela política. Outro artigo importante é o que reconhece a propriedade privada como parte da economia do país. O governo vai voltar a liberar licenças de negócios privados a partir de dezembro, mas vai limitar um negócio por pessoa para evitar o aumento da diferença social. Aylin Andino, que administra um restaurante, comemora e diz que são os negócios privados que movem a economia. Depois que a Assembleia Nacional aprovar a proposta de Constituição, o texto vai passar por uma consulta popular e a versão final vai ser votada num referendo nacional.
Veja Mais

21/07 - PSOL oficializa candidatura de Guilherme Boulos à Presidência
Boulos é formado em filosofia pela USP, foi militante da Juventude Comunista e coordena o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto.   O PSOLx oficializou neste sábado (21) a candidatura à Presidência da República do coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Guilherme Boulosx. O lançamento da candidatura foi na convenção nacional do partido. Guilherme Boulos tem 35 anos. É formado em filosofia na USP, foi militante da Juventude Comunista e atua no movimento de trabalhadores sem teto há 16 anos. Vai disputar a Presidência pela primeira vez. Em seu discurso, disse que vai combater privilégios e que, se eleito, revogará medidas aprovadas no atual governo como a reforma trabalhista. Também defendeu reforma agrária, um programa de habitação e projetos para criação de empregos. “Nós vamos implementar uma política urbana e habitacional neste país para desapropriar prédio vazio, como muitos aqui no centro desta cidade, para fazer moraria popular. Retomar um projeto que seja um projeto de desenvolvimento com emprego, com renda, com serviços públicos de saúde, educação e moradia para todo nosso povo. Um projeto de enfrentamento às desigualdades como nunca se teve no Brasil”.  A chapa terá como candidata a vice a líder indígena Sônia Guajajara.
Veja Mais

22/07 - Polícia monta força-tarefa para investigar corpos decapitados e esquartejado em Manaus
Partes de corpos foram encontradas na Compensa, Jorge Teixeira e Igarapé do Bariri. Mala foi encontrada no bairro Compensa 1 Rickardo Marques/G1 AM A Polícia Civil montou uma força-tarefa para investigar casos de dois corpos decapitados e um esquartejado encontrados entre a noite de sexta-feira (20) e a manhã deste sábado (21) em diferentes regiões de Manaus. O objetivo é saber se os casos têm ligação com briga entre facções na capital. A força-tarefa é composta por 34 delegados que devem atuar para investigar e identificar os autores dos homicídios. Partes de corpos foram encontradas nos bairros da Compensa, Jorge Teixeira e no Igarapé do Bariri, no bairro Presidente Vargas, conhecido como “Matinha”. O primeiro caso ocorreu na Compensa. O corpo de Janderson Rosário de Souza, de 23 anos, foi encontrado esquartejado dentro de uma mala. Bilhetes contendo nomes de outras pessoas e ameaças também foram encontrados. O irmão de Souza esteve no local e informou que a vítima comercializava entorpecentes, mas trabalhava em um estaleiro. Ele teria saído do local após receber uma ligação na manhã desta sexta e não retornou. Corpo esquartejado é achado dentro de mala em rua da Zona Oeste de Manaus Outros dois casos ocorreram na manhã de sábado. Em um deles, um catador de lixo encontrou o corpo de um homem, também decapitado. O caso ocorreu em um beco no bairro Jorge Teixeira 4, na Zona Leste. O corpo estava dentro de um saco de fibra. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), a cabeça foi achada ao lado do corpo, dentro do saco. Além disso, o homem teve o abdômen perfurado e estava com pés amarrados. Por volta das 9 horas, outro corpo decapitado foi localizado boiando no Igarapé do São Raimundo, às margens do bairro Presidente Vargas. Ele estava com mãos e pés amarrados. O corpo foi visto por moradores da rua Valter Rayol, boiando no rio. Um morador utilizou uma canoa e conseguiu remover o corpo até a margem. Corpo é encontrado enterrado em área de mata em Manaus Mortes Até maio, Manaus registrava a média de 70 homicídios por mês. Em junho, houve recorde de assassinatos no ano e os números saltaram para 103. Somente nos 15 primeiros dias de julho, a Polícia Civil já contabiliza 50 casos. São mais 450 homicídios desde o início de 2018. Secretaria de Segurança aponta que mortes têm ligação com fuga de detentos de unidade prisional. O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) aponta que o aumento de assassinatos é consequência da guerra entre quadrilhas do Rio de janeiro e São Paulo, que disputam o comando do tráfico de drogas no Amazonas com uma facção local.
Veja Mais

22/07 - VÍDEOS: MG2 de sábado, 21 de julho
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de MG. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de MG.
Veja Mais

22/07 - VÍDEOS: JPB 2ª Edição de sábado, 21 de julho
Assista aos vídeos do telejornal com notícias de toda a Paraíba. Assista aos vídeos do telejornal com notícias de toda a Paraíba.
Veja Mais

22/07 - Operador de máquinas morre soterrado por pedras em obras de anel viário em Jataí
Motorista de caminhão carregado de pedras levantou caçamba e atingiu a vítima. Corpo foi removido por funcionários do local. Homem morre soterrado em obra do anel viário em Jataí Um operador de máquinas de 57 anos morreu neste sábado (21) soterrado por pedras enquanto trabalhava na obra de construção do anel viário de Jataí, no sudoeste de Goiás. Valdir Rodrigues de Souza fazia a manutenção em um britador, equipamento que tritura o concreto, quando o acidente aconteceu. A TV Anhanguera entrou em contato como Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável pela obra, mas não obteve resposta. De acordo com testemunhas, o homem trabalhava quando o motorista de um caminhão levantou a caçamba. As pedras que estavam no veículo caíram sobre o operador de máquinas, que morreu no local. Técnicos de segurança do trabalho estavam no local da obra na hora do acidente. O corpo da vítima foi removido por funcionários da empresa responsável pela construção do anel viário. Os servidores não quiseram falar sobre o caso. Veja outras notícias da região no G1 Goiás. Homem morre soterrado em obra do anel viário de Jataí Reprodução/TV Anhanguera
Veja Mais

22/07 - 35ª Expoari inicia em Ariquemes, RO
Dupla Bruno & Marrone vão se apresentar ainda neste sábado. Feira Multisetorial de Ariquemes é atração da feira. Rainha e princesas na abertura da Expoari Rinaldo Moreira/G1 Iniciou na noite deste sábado (21) a 35ª edição da Exposição Agropecuária de Ariquemes (Expoari), na região do Vale do Jamari. A feira foi aberta com discurso da diretoria da Associação dos Pecuaristas e com a presença da rainha e princesas da feira. Ainda na noite deste sábado está previsto o show da dupla sertaneja Bruno & Marrone. A Associação dos Pecuaristas de Ariquemes (APA), organizadora do evento, estima um público de mais de 300 mil pessoas participará nos nove dias de evento, onde será ofertados palestra e cursos aos produtores rurais e orientações quanto aos cuidados com a saúde a todo público e uma expectativa de negócios acima de R$ 300 mil. Instalado na entrada principal do Parque de Exposições, a Feira Multisetorial de Ariquemes (FEMUAR) é a primeira atração para os visitantes. Várias pessoas passaram no local no começo da noite. Exposição dentro da feira agropecuária Rinaldo Moreira/G1 Na abertura, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ariquemes (ACIA), Disse Francisco Hidalgo Farina, falou da importância deste espaço para os 70 empresários que irão expor seus produtos e serviços aos visitantes. Uma das novidades da 35ª Expoari será a realização da Agroari, a partir de terça-feira (24). com participação de caravanas de produtores rurais de municípios da região do Vale do Jamari. Eles visitarão as estações tecnológicas montadas para apresentar essas novidades a eles. Público acompanha fotos históricas na Expoari Rinaldo Moreira/G1 Técnicos farão palestras sobre estas tecnologias e instituições financeiras nos contratos de financiamentos para aquisição de produtos e serviços. Veja qual a programação para os próximos dias: 24/07 - terça-feira - Felipe Araújo 25/07 - quinta-feira - Marília Mendonça 27/07 - sexta-feira - Di Paulo e Paulinho 28/07 - sábado - Maiara e Maraisa
Veja Mais

21/07 - Acontece agora em Belo Horizonte
Saiba sobre o trânsito da capital mineira e da Região Metropolitana. Acontece agora em Belo Horizonte Saiba sobre o trânsito da capital mineira e da Região Metropolitana.
Veja Mais

21/07 - Festival do Camarão aumenta procura de passagens no AP com destino ao Afuá
Programação acontece no período de 27 a 29 de julho, no interior do Pará. Em todos os anos, evento mobiliza milhares de habitantes do estado amapaense. Festivbal do Camarão reúne milhares de habitantes do Amapá em Afuá Jorge Abreu/G1 Faltando menos de uma semana, o Festival do Camarão já provoca o aumento de procura por passagens, na rampa do bairro Santa Inês, orla de Macapá. A programação cultural e gastronômica acontece no período de 27 a 29 de julho, no município de Afuá, interior do Pará. Em todos os anos, o evento mobiliza milhares de habitantes do Amapá. Apesar da procura, a expectativa ainda não foi alcançada pelas empresas de transportes fluviais, que esperam dobrar a demanda nos dias próximos do início da festa. Ely Machado, vendedora de passagens fluviais Jorge Abreu/G1 De acordo com a vendedora de passagens, Ely Machado, muitas pessoas passam pela rampa para pedir informações sobre preços, horários e exigências relacionadas a documentação. Ela destaca o valor em média para Afuá está no valor de R$ 45. “A partir dessa semana, esperamos que o movimento seja intensificado. A próxima tabela de passagens é com saídas diárias. Todos os anos são assim: o passageiro vem em cima da hora e atende nossa expectativa”, disse. Músico Raul lano Gonçalves será uma das atrações no Festival do Camarão Jorge Abreu/G1 Natural do Áfua, o músico Raul lano Gonçalves será uma das atrações no Festival do Camarão. Ele mora em Macapá desde 2009 e ressalta que o evento une ainda mais a cultura e economia dos estados do Amapá e Pará. “O Festival do Camarão representa, pra mim, o ápice da cultura afuaense. Músicos se mobilizam para participar e pessoas se preparam o ano todo. A banda deve ir na próxima sexta-feira (27), mas eu vou antes, por ser do Afuá”, relatou. Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!
Veja Mais

21/07 - Uma pessoa morre e duas ficam feridas em acidente na Rodovia dos Bandeirantes, em Campinas
Veículo fazia transporte de detentos; funcionário da Secretaria de Administração Penitenciária morreu no local. Uma pessoa morre e duas ficam feridas em acidente na Rodovia dos Bandeirantes, em Campinas Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas após um carro capotar na Rodovia dos Bandeirantes, em Campinas (SP), na noite deste sábado (21). De acordo com a concessionária CRR Autoban, que administra o trecho, o acidente aconteceu por volta das 18h40 quando o veículo, que fazia transporte de presidiários, seguia em direção a São Paulo. Veja informações sobre o trânsito na região em tempo real Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), o veículo era do Centro de Detenção Provisória Feminino de Franco da Rocha (SP) e capotou várias vezes após tentar desviar da roda traseira que havia se soltado de um caminhão. Ainda conforme a SAP, o oficial operacional Jorge Luís Amado faleceu no local. As outras duas vítimas, uma agente penitenciária e uma detenta foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Mário Gatti, em Campinas. Em nota, a Secretaria afirmou ainda que está prestando "toda a assistência aos envolvidos no acidente e seus familiares". Uma pessoa morre e duas ficam feridas em acidente na Rodovia dos Bandeirantes, em Campinas Reprodução/EPTV Veja mais notícias da região no G1 Campinas
Veja Mais

21/07 - Das 484 delegacias do RS, 78 têm apenas um servidor, diz Polícia Civil
Critérios usados para definir o número de agentes levam em conta o número de habitantes da cidade, o nível de criminalidade e os tipos de ocorrências que acontecem no local. Das 484 delegacias do RS, 78 têm apenas um servidor trabalhando Atualmente, no Rio Grande do Sul, 324 municípios têm delegacias de polícia. Mas, nem todas funcionam diariamente. Segundo a Polícia Civil, das 484 delegacias do estado, 78 tem apenas um servidor. Os critérios usados para definir o número de agentes levam em conta o número de habitantes da cidade, o nível de criminalidade e os tipos de ocorrências que acontecem no local. "A maioria dessas delegacias foram criadas antes de a gente trabalhar dessa maneira mais técnica, então, se nós fizéssemos o estudo de criação dessas delegacias hoje, elas não existiriam. Mas, de forma alguma a ideia é fechar essas delegacias. Vale dizer que, embora estes 78 órgãos contêm somente um policial lotado, eles tem um delegado que responde", explica a diretora da Divisão de Planejamento e Coordenação da Polícia Civil, Andrea Mattos. Pelo menos três vezes por semana, quem procura atendimento na única delegacia do município de Machadinho, no Norte do Rio Grande do Sul, encontra o local fechado. "Eu venho na delegacia, se tiver aberta eu registro, senão, eu volto para casa de novo", afirma o agricultor Nadir Zulpo. Machadinho tem quase seis mil habitantes e fica a 80 quilômetros de Erechim. O funcionário que trabalhava na delegacia se aposentou no mês passado. Para o local não ficar sem atendimento, servidores dos municípios de Paim Filho e de Maximiliano de Almeida se deslocam para a cidade e acumulam a função. Para dar andamento às investigações, muitas vezes, a delegacia fica fechada. "A maioria do pessoal que precisa e que depende da delegacia fica se perguntando para onde é que vai? Vai ter que sair do município? Procurar a polícia?", questiona o empresário Carlos Baldissera. A Polícia Civil afirmou que sempre que há necessidade, o número de agentes é reforçado. O órgão acrescentou que, no ano que vem, um concurso que está em andamento vai nomear 1,2 mil inspetores e escrivães.
Veja Mais

21/07 - Em São Paulo, aumenta muito o número de mortes pela gripe H1N1
Em 2018 já são 42 vítimas; em 2017 houve apenas uma. A baixa procura pela vacina contra a gripe em vários estados preocupa os infectologistas.    A baixa procura pela vacina contra a gripe em vários estados preocupa autoridades da área de saúde. Na cidade de São Paulo, o número de mortes por causa da gripe H1N1 teve um aumento enorme em relação a 2017. Manhã de sábado, num posto de saúde da Zona Sul de São Paulo. Mesmo no dia de folga no trabalho, não foi quase ninguém tomar vacina. “Hoje, mais ou menos umas três, quatro pessoas”, disse a auxiliar de enfermagem Aryane Cristina Silva. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 90% do público alvo. Mas a campanha - que já foi estendida duas vezes - ficou abaixo do esperado em muitos estados. Foi assim no Acre (79%), no Rio de Janeiro (78%) e em Roraima (67%). Em São Paulo, apenas 86% se vacinaram até agora. Na capital paulista, a prefeitura montou centros provisórios fora dos postos de saúde, para aplicar as doses e explicar que não é preciso ter medo da vacina. “Essa vacina é feita de partes de vírus, então ela não tem a capacidade de induzir a doença na pessoa, só a formação de anticorpos”, explica a supervisora de Vigilância em Saúde Raphaela Solha. A presença do H1N1 no Brasil foi confirmada pela primeira vez em 2009. Na época, a doença ficou conhecida como gripe suína e provocou pânico logo nas primeiras mortes. Hoje, existe uma vacina para proteger contra o vírus e uma campanha de vacinação de graça. Mas a procura está baixa, apesar do aumento no número de casos. Em 2018 foram registrados 4.680 casos de gripe, em todo o país, provocados por quatro vírus diferentes; 839 pessoas morreram, a maior parte de gripe H1N1. Na cidade de São Paulo, foram 42 mortes por H1N1; em 2017 inteiro, apenas uma. Para o infectologista Caio Rosenthal, o aumento do número de casos está diretamente relacionado à baixa cobertura da vacinação. “Na minha avaliação, é até antiético as pessoas não tomarem a vacina, primeiro, porque sobrecarrega o sistema de saúde; segundo, elas mesmas adoecem muito mais rapidamente e expõem a população de modo geral, inclusive a própria família dentro de casa”.
Veja Mais

21/07 - Perseguição a veículo roubado termina com criminoso baleado em São Vicente, SP
Dois homens foram detidos em flagrante. Um comparsa conseguiu fugir. Caso foi encaminhado para Delegacia Sede de São Vicente, SP Silvio Muniz /G1 Dois criminosos foram presos em flagrante durante perseguição a um veículo roubado entre as cidades de Santos e São Vicente, no litoral de São Paulo, neste sábado (21). Um comparsa deles, segundo a Polícia Militar, conseguiu fugir. A perseguição ocorreu na região do Caminho da Divisa, na Zona Noroeste em Santos, e terminou na Rua Luís Polux de Barros Fontes, no bairro Jardim Guassu, em São Vicente. Durante o acompanhamento do veículo, houve troca de tiros. Na abordagem, ainda segundo informações da Polícia Militar, dois dos criminosos conseguiram fugir e um foi detido em flagrante. Horas após, um homem baleado procurou atendimento no Pronto Socorro da Zona Noroeste e foi preso. Ambos detidos foram identificados como envolvidos no caso. O baleado foi transferido para a Santa Casa de Santos, onde será submetido à cirurgia. O caso foi registrado na Polícia Civil e o carro foi recuperado. Os policiais não se feriram.
Veja Mais

21/07 - Preso por engano, motorista desabafa: ‘Tive medo lá dentro e estou com medo até agora’
Antônio Carlos conta que não dormiu na semana em que esteve na cadeia. Família descobriu a injustiça e conseguiu soltá-lo. Motorista fica preso uma semana por engano “Desde o momento em que me colocaram para dentro da cela pensei: ‘Minha vida acabou’”, desabafou Antônio Carlos Rodrigues, preso dia 13 de julho, apontado pela polícia como o ladrão que assaltou o Consulado da Venezuela no início de junho. Mas ele era inocente, e sua família tomou a iniciativa de investigar e descobrir que o real criminoso já tinha sido preso. O motorista de aplicativo foi solto na noite desta sexta-feira (20). Neste sábado (21), já em casa, Antônio lembrou da semana que passou na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio. Antônio Carlos fez questão de jogar fora a camisa com que passou a semana na cadeia Reprodução/TV Globo “Eles me pegaram com a roupa do corpo. Fiquei com essa roupa até ontem. Quando fui solto, eu tirei a camisa e joguei fora”, contou Antônio, que passou a semana insone. “Lá não tinha dormido, não dormi, fiquei esses dias sem conseguir dormir”, disse. Ele contou que dividiu cela com mais de 80 homens. “Eu estou com medo ainda. Tive medo lá dentro e estou com medo agora. Ruins, péssimos, horríveis, nojentos. Cada um faz o que quer da sua vida. No meu caso eu não procurei estar ali, fui colocado”, contou. Relembre o caso Antônio foi preso na semana passada, confundido com o bandido que invadiu o Consulado da Venezuela. O assalto foi registrado por câmeras de segurança. A confusão da polícia foi baseada em fotografias de redes sociais. Policiais da Delegacia de Apoio ao Turista viram fotos de Antônio e apontaram supostas semelhanças com o verdadeiro ladrão. O relatório da delegada Valéria Aragão afirma que os dois são carecas, com orelhas grandes, pontudas e voltadas para fora. Ela também citou a cor da pele, o formato do nariz e o formato da cabeça. A família de Antônio decidiu investigar por conta própria e descobriu que o verdadeiro ladrão já estava preso. Ao ser solto, o motorista desabafou: “Nunca mudou e nunca vai mudar: a sociedade foi e sempre vai ser racista, e a Justiça, cega e falha.” A delegada Valéria Aragão não quis se manifestar. A Polícia Civil disse apenas que a investigação é sigilosa.
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: SETV 2ª Edição deste sábado, 21 de julho
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Sergipe. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Sergipe.
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: Jornal de Rondônia 2ª edição de sábado, 21 de julho de 2018
Edição foi apresentado por José Gadelha. Edição foi apresentado por José Gadelha.
Veja Mais

21/07 - Aeronave que transportava Anitta é interditada pela Anac em Belo Horizonte
De acordo com agência, aeronave e empresa não tinham autorização para prestar serviço de táxi-aéreo. Anitta no Rock in Rio Lisboa Divulgação Um jatinho que transportava a cantora Anitta foi interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na madrugada deste sábado (21), no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com a agência, o avião de matrícula PP-MCG e a empresa responsável não tinham autorização para prestar serviço de táxi-aéreo. Segundo a Anac, o jato executivo do modelo Phenom 300 foi fiscalizado em uma operação contra o transporte aéreo clandestino que era realizada no aeroporto. Ainda de acordo com a agência, a habilitação do piloto será suspensa. Por não terem autorização para o serviço de táxi-aéreo, a empresa e a aeronave não poderiam realizar transporte remunerado, “por não garantirem as condições necessárias de segurança deste tipo de operação”, informou a Anac. Anitta, que acaba de lançar o clipe da música "Medicina", é uma das atrações de um evento em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, neste sábado. O G1 tentou contato com a assessoria da cantora, que, até as 20h20, não havia se posicionado. A agência ainda afirmou que o piloto e o operador da aeronave poderão ser multados e ter suas licenças e certificados cassados. A polícia e o Ministério Público também serão acionados. “A operação irregular de táxi-aéreo, também conhecida como táxi-aéreo pirata, é uma infração ao Código Brasileiro de Aeronáutica e pode configurar crime, conforme previsto no artigo nº 261 do Código Penal”, disse a Anac por meio de nota. A reportagem tenta contato com a empresa dona da aeronave.
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: JA2 de sábado, 21 de julho
Veja todos os vídeos do JA2 de sábado, 21 de julho. Veja todos os vídeos do JA2 de sábado, 21 de julho.
Veja Mais

21/07 - Parque Cesamar tem aulas de dança e atividade funcional de graça no fim de semana
Atividades são realizadas neste domingo (22), a partir das 18h. Também haverá programação nos dias 28 e 29 desse mês, no mesmo horário. Aulas de dança e atividade funcional são oferecidas de graça no Parque Cesamar Prefeitura de Palmas/Divulgação Aulões de dança e atividades funcionais serão oferecidos de graça no parque Cesamar, em Palmas. As atividades serão realizadas a partir das 18h, neste domingo (22), com aulas de ritmos e diva dance. Segundo a professora de dança Aline Freitas, para participar das aulas é importante estar com roupas leves, tênis e levar uma garrafa de água para ajudar na hidratação. Ela explica que a aula de diva tem passos simples, para todos os perfis. “A aula de ritmos é bem animada, tem uma mistura de ritmos, que vão do forró ao axé.” “As aulas de dança são um tipo de exercício aeróbico que trabalha o condicionamento cardiorrespiratório, melhorando a resistência a outras atividades. Além de ajudar na queima de calorias, garante interação e descontração leve para todos que participam, desde crianças, jovens, adultos e idosos”, explica o instrutor Richard Wagner Brito da Silva Também haverá programação de dança nos dias 28 e 29, a partir das 18h. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: Diário TV 2ª Edição de sábado, 21 de março
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Alto Tietê. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Alto Tietê.
Veja Mais

21/07 - Homem armado faz reféns em loja de Los Angeles, mata uma pessoa e é preso pela polícia
Antes de entrar no mercado, o homem atirou na avó e em outra mulher. Ele foi detido. Um homem foi detido após entrar armado e fazer reféns em um mercado no bairro de Silver Lake, em Los Angeles, na tarde deste sábado (21). Uma mulher baleada dentro do estabelecimento morreu, confirmou o prefeito da cidade, Eric Garcetti. Até a última atualização desta reportagem, a polícia local não havia informado a identidade da vítima. Sabe-se apenas, segundo postagem da própria corporação no Twitter, que ela foi declarada morta ainda dentro da mercearia. Initial plugin text A Polícia de Los Angeles também não divulgou a identidade do atirador. Sabe-se que ele é um homem jovem "de até 20 anos". A perseguição O homem entrou no mercado, da rede Trader Joe's, após uma perseguição de carro, que começou porque ele atirou em sua avó e em outra mulher mais jovem, não identificada, no sul de Los Angeles, disse a polícia. O estado de saúde delas não foi informado. Policiais fecham o cerco a mercado onde homem armados fez reféns, em Los Angeles @Lorisqueen/via REUTERS Ele entrou no mercado após bater o carro durante a perseguição. Lá, o homem atirou em pelo menos uma funcionária, que foi levada em uma ambulância. Também não foi informada a identidade dessa mulher. Após um cerco policial que durou mais de quatro horas, ele saiu do mercado e foi detido pela polícia. Relato de testemunha O roteirista Devin Field, que trabalha no talk show de Jimmy Kimmel, disse que estava no mercado na hora do tiroteio, mas conseguiu sair. Ele descreveu a cena em uma série de posts no Twitter. Field disse que um carro que fugia da polícia bateu em um poste em frente ao mercado. O atirador, então, saiu do carro atirando nos policiais e entrou no Trader Joe's. Ainda segundo Field, o homem teria atingido uma funcionária do mercado com um tiro no braço. Ele diz que o homem roubou o celular de um cliente do mercado e levou várias pessoas para o fundo da loja como reféns. Devin Field diz que pessoas tentaram fugir por saídas de emergência, algumas se esconderam no banheiro, e que havia sangue no chão. Initial plugin text Initial plugin text Initial plugin text
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: DF2 de sábado, 21 de julho
Veja os vídeos do telejornal com as notícias do DF. Veja os vídeos do telejornal com as notícias do DF.
Veja Mais

21/07 - VÍDEOS: RJ2 deste sábado, 21 de julho
Veja Mais